Pasta Pasta Pasta – Os ciclistas querem é Dalla Pasta

Quando chega a hora de dar de comer a um ciclista, a primeira coisa que vem no menu é Pasta Pasta Pasta!
Mas porquê? De onde surgiu essa ideia de que ciclistas têm que comer massa? A resposta é simples: trata-se de nutrição para a recuperação porque, para abastecer “o tanque” – mais conhecido como barriga – com muita quantidade de hidratos de carbono, as massas desempenham um papel hegemónico no plano alimentar dos ciclistas.

As massas são ricas em hidratos de carbono que o organismo transforma em glicogénio, uma substância que dá muita energia aos músculos. Mas lembrem-se do que aqui já partilhei convosco no artigo dedicado exclusivamente aos hidratos de carbono: os hidratos não são todos iguais! Escolha, de preferência, os verdes para tirar o benefício de associações mais completas de nutrientes. Ah! Escolha também a altura certa para comer a Bella Pasta: uma vez que ela é mais adequada à recuperação muscular, é mais indicada a sua ingestão pós prova ou treino do que antes. Estômago muito cheio e bicicleta não combinam!

Ora bem! Parece que voltamos ao tema dos hidratos de carbono! E é normal que tal aconteça, uma vez que eles desempenham um papel fundamental na performance do atleta. Eu estou interessada em eliminar mitos e partilhar convosco informação útil e que acrescente qualidade à vossa vida / condição física.

Os hidratos de carbono verdes e beges são aqueles que devem surgir no vosso prato. Não há espaço a outros nos vossos armários.
Assim, na hora de comprar, aqui vai a minha dica: Pasta Dalla Costa!
Porquê?
Não é que Portugal não produza boas massas, mas, sejamos honestos: quando pensam em massa, qual é o país que vos bem à cabeça? Não, a carteira não é um país! Claro: a Itália! Somos unânimes em que a massa é o ícone da tradição culinária italiana. Dalla Costa encarna o sol da Itália e é a expressão perfeita de tudo o que há de melhor no Made in Italy.

A PASTA DALLA COSTA produz em Itália massas secas ao estilo tradicional com base na experiência de três gerações fabricantes de massa, dominando a arte de misturar farinha de sêmola de trigo duro com as águas cristalinas que emergem das nascentes da região de Piemonte.

A PASTA DALLA COSTA tem já uma história de 25 anos e exporta para 51 países em todo o mundo – com uma participação de exportação que chega a 70%; fabricamos mais de 87 formatos diferentes (que louco, não é?), com 21 semolinas e farinhas diferentes e 19 aromas diferentes (19!!! Nossa, como eu gosto de variedade e criatividade à mesa!); conta com uma força de trabalho de valor acrescentado de 60 pessoas.

QUALIDADE
Se tradição aliada a inovação, variedade e criatividade já fazem da Dalla Costa uma das minhas principais escolhas para uma melhor recuperação, a qualidade qualidade das matérias-primas é um outro aspeto de igual ou maior importância. Nenhum aditivo ou corante é adicionado aos temperos e vegetais secos usados. Segue-se um processo de trabalho muito cuidadoso, desde a mistura da massa até a secagem,resultando num produto de alta qualidade, flexível e firme, que permanece encorpado no prato, com aroma, cor e sabor que o tornam único.

PRODUTOS
Pasta secca em tanti gusti e formati
Partindo do contexto da massa tradicional, Dalla Costa oferece novos formatos especiais e diferentes no sabor, usando também diferentes matérias-primas como: espelta, cevada e centeio – mais conhecidas como grãos antigos – variedades de grãos de épocas passadas que permaneceram genuínas e originais e não foram modificadas pela humanidade para aumentar o rendimento. Mas o que me levou a descobrir a Dalla Costa foram as leguminosas: a mais recente e saborosa ideia de Dalla Costa que foi a precursora de massas sem glúten – so so me!!!

MANTENDO NA FORMA COM GOSTO
Aqui é onde eu me apaixono pela Dalla Costa: cereais sem glúten, legumes, produtos orgânicos, grãos antigos e cereais integrais!
Já Picasso o disse: “todos los niños nacen artistas; el desafio es que lo siga siendo cuando crecen”. Eu amo as divertidas formas a que se juntam nutritivos vegetais aromáticos secos e cores naturais.

Por esta altura estão já só se perguntam:
– E onde é que podemos comprar as massas Dalla Costa?

Simples: num dos 600 pontos de venda em todos o país da Próhttps://www.provida.pt/#!/Vida e / ou na loja online da PróVida – em Guimarães aconselho a Clorofila.
Fundada em 1984, a Próvida surgiu, como empresa, da intenção de curar a doença através da alimentação.

Portugal Saudável
A Próvida trabalha diariamente para disponibilizar mais e melhores produtos Naturais, Biológicos e Macrobióticos que permitam ter uma alimentação mais saudável e que contribuam para uma melhor qualidade de vida.

Casa Myzé Team / BM High Performed Train / Casa Myzé / Blackjack – High Performance Wheels / Deed Bikes / Oriente No Porto restaurante vegetariano / Shimano Portugal / Michelin / Kroon-Oil Portugal / Velofitsystem / Fisioterapeuta – Diogo NovaisND Tuned / Clube Ténis Guimarães – Set Point Studio / SC Vouga Ciclismo / Diogo Cunha – Clínica de Implantologia e Estética Oral / Lazer Helmets / Clorofila Medicina Natural Lda / Camellia Kombucha / Aluminium Nuno / Gosto Superior / Vivafit Guimarães / Soba Chá / Shine Superfoods / Elementar Cycles /

#ildapereiratleta #uci #mtb #wms #roclaissagais2019 #portugaltourmtb #laleyenda #laleyenda2018 #laleyenda2019 #brasilride #brasilride2018 #epicisrael #epicisrael2018 #rutapaternabtt2019 #muchmorethanarace #casamyzeteam #muchmorethanateam   #animalcrueltyfreerider #mountainbike #womenonbikes #allblackcc #thisiswhywerace #4islandmtb #rideshimano #shimanoportugal #borntopushlimits #scvougaciclismo #institutoleidaatração

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.