Porquê competir (mesmo quando se fura à partida para 3h de resistência)?

Fotografia Matias Novo

Porquê participar nas 3H BTT Resistência de Vila Franca Blisq Creative? Porque, tal como já vos disse a propósito da participação no Campeonato Nacional de Ciclocrosse, há duas semanas, consciente de que a época vai ser longa e de que os principais objetivos “estão mais lá para a frente”, adoro competir, adoro e encontro-me em prova – faz-me falta, porra!

E foi por isso que, ao invés das tradicionais três horas de treino de equipa de Domingo por Guimarães, fui até Vila Franca: para 3h com a malta dos Amigos do Desporto da ACRVF, participantes, staff, fotógrafos,… – vocês sabem, aquela “família! Fui e espero para o ano lá estar outra vez!

Se correu bem? Hum… Sabem aquela música “Eu não vou chorar! Esta vida não era para mim!”? Pois, eu não vou chorar mas custou furar logo no início da primeira volta e ter de por os S-Phyre a correr! Mas vocês sabem, o ciclismo é metáfora de vida e eu não fui a Vila Franca para fazer 2kms na bike! Para a frente é que é caminho e o objetivo era ver a reação dos pulmões, do coração, das pernas e, acima de tudo, da cabeça! Portanto, eu não vou chorar!
Eu não vou chorar até porque, se o fizer (e quase que o fiz), só choro de alegria pela forma como fui bem recebida por todos! Tal como declarei, em cima da linha, no final da prova, “Quando ando por esses países a competir, por muito sociável que seja e faça amizades, não deixo de ser uma estrangeira. Em Vila Franca senti-me em casa!”

Satisfação, também, por um circuito cuidado inserido na encantadora paisagem da freguesia, do “espaço envolvente do Adro da Paróquia de S. Miguel aos trilhos mais sinuosos da encosta do Monte de Roques”.

Porque deves de fazer a tua inscrição nas “3H BTT Resistência de Vila Franca Blisq Creative” 2019? Porque “são um empolgante desafio dirigido aos amantes da modalidade do BTT e prometem animar todos os que irão participar e aqueles que dedicadamente estarão a apoiar e assistir.”

Fotografia Zé Paulo Silva

P.S. – E tudo são rosas? Felizmente, sim! Parabéns e permitam-me só chamar a tenção para os banhos (não os das bicicletas, que esses estavam top) que precisam de ser ampliados para dar resposta ao afluente número de participantes!

https://www.facebook.com/resistencia.vilafranca/

https://www.facebook.com/ze.paulo.1975

https://www.facebook.com/Matias.Novo.Fotografias/?hc_location=ufi

2 comentários em “Porquê competir (mesmo quando se fura à partida para 3h de resistência)?”

Responder a profkica13@gmail.com Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *