Bairrada Ultra Marathon 150

Guess what: às 7 da manhã do dia 11 de maio, 750 ciclistas estavam na Praça 1º de Maio em Águeda (junto ao pavilhão do GICA) prontos (ou mais ou menos) para percorrer os 155km e 3326m de acumulado positivo da Bairrada Ultra Marathon 150 – e não é que eu também fui um deles? E não é que coloquei a Casa Myzé Team no lugar mais alto do pódio?

Bairrada Ultra Marathon 150 Photo credits Ciclismo+TV
1st place

Há muito que “namorava” a prova mas ainda não tinha tido a oportunidade de me colocar neste desafio. Como fã, tinha lido toda a informação na página da BAIRRADA ULTRA MARATHON e sabia que poderia participar em individual ou estafeta. Eu escolhi participar em individual para testar os meus limites físicos e psicológicos, aliando esta possibilidade de trabalho de preparação para objetivos futuros da época a muita diversão e aventura.
Aliás, um dos grandes desafios que a Bairrada Ultra Marathon me coloca, em particular, é a navegação por GPS em total autonomia. Ou seja, a travessia da Bairrada substitui as tradicionais e nada ecológicas fitas plásticas, pelo GPS. O GPS vem trazer um maior desafio à prova, principalmente para mim que sou uma “azelha” na utilização do mesmo (o que por isso mesmo me ajudou a desenvolver as minhas competências); todavia, para além de ser bastante mais seguro e eficaz no controlo do percurso, permite a localização correta dos atletas a qualquer momento.

Calma! Para aqueles que como eu nasceram com o gene da desorientação alargado, em zonas críticas, encontrarão uma seta a indicar o rumo correto a tomar, mas não se entusiasmem que não abundam; têm mesmo de olhar para o GPS e para as marcas no solo dos pneus de quem já passou (é, mais vale não ir sozinho).
Algo que achei muito interessante foi o facto da Organização não repetir os circuitos das edições passadas (pois isso favoreceria esses participantes) e de apenas disponibilizar o percurso no seu site (http://www.bairrada150.pt) no dia anterior à prova para que este pudesse ser carregado nos equipamentos e desta forma manter uma equidade de condições de participação entre todos (sem possibilidade de reconhecimento).

Quanto ao percurso, que beleza!!! Como já disse: um belo postal de Portugal! Um excelente cartão de apresentação do nosso país, aqui e além fronteiras! Adoro ver as fotos da minha Deed Vector Pro, carregadinha de lama (abundante devido ao mau tempo que se fez sentir na semana anterior à prova). O percurso do Bairrada 150 é composto na sua maioria por caminhos, trilhos e estradas não asfaltadas. É certo que são 155km e que dá para percorrer muitos trilhos mas surpreendeu-me a diversidade do piso, da técnica, das elevações: subidas para todos os gostos e feitios, não faltaram as zonas técnicas a fazer as delícias dos mais aventureiros e, para quem gosta de rolar, aqueles brutais 30km iniciais a colocar um sorriso no rosto ao ver a média de km/h! Para mim ficará sempre na memória o rasgar os murados de pedra tosca campos verdejantes luzidios, tendo à minha esquerda, par a par, as hercúleas eólicas, à direita, próxima, rebanhos e manadas e, ao fundo, cordilheiras… Valerá a pena regressar a 9 de Maio de 2020!

Photo Credits D & A

Claro, cereja no topo do bolo foi conquistar o lugar mais alto do pódio, naquele que foi um “hardworking day at the office”. No final, ficaram as palavras que, sem ensaios, me saem sempre de forma espontânea. Fica a entrevista para a Ciclismo+TV depois do pódio da Bairrada Ultra Marathon 150:
https://www.facebook.com/Ciclismomaistv/videos/1239972342845633/

Para quem também não vai perder a próxima edição, fiquem a saber que a participação pode ser:
Individual – Masculinos e Femininos

Estafetas

Duplas – Masculinas, Femininas e Mistas
Triplas – Masculinas, Femininas e Mistas

E que estão contemplados os seguintes escalões:

  • Elites/Sub23 + 19 anos
  • Veteranos A Dos 30 aos 39 anos 
  • Veteranos B Dos 40 aos 49 anos 
  • Veteranos C + 50 anos


A inscrição de um atleta é constituída por:

  • Participação na prova
  • Kit de atleta (dorsal + fitas zip)
  • Abastecimentos
  • Os abastecimentos são “majestosos”! Simplesmente: nobres! Não falta nem diversidade nem quantidade! Há de (quase) tudo: fruta, doces, barras, chocolates, gomas, bolos, bebidas gasificadas, água, isotónica, etc., etc., etc….
  • Tracks GPS Bairrada Ultra Marathon.
  • Seguro de acidentes pessoais de competição
  • Lavagem da Bike
  • Massagem
  • Prémio Finisher Bairrada Ultra Marathon
  • Prémios aos vencedores
  • Foi bom receber um kit das mousses Elementar Cycles, essenciais para qualquer treino ou prova, porque não há nada pior que perder um objetivo por causa dum furo ou traçadela! E também adorei os miminhos da SC Vouga (shimano).
  • Prémios por sorteio
  • Pavilhão para dormir da véspera para o dia da prova
  • Outros prémios que a organização venha a considerar. Tendo a Organização promovido um sorteio ecológico para aqueles que guardaram e entregaram as embalagens vazias de barras e géis na linha de meta. Os prémios foram fantásticos, estando entre eles um quadro de carbono.

Penso que estas são mais do que razões para nos encontrarmos a 9 de Maio de 2020 na Bairrada Ultra Marathon 150, edição de que, a convite do Organizador, Henrique Resende, serei madrinha! Vemo-nos lá!

Agradeço, em meu nome e em nome de todos os participantes, a forma simpática e disponível como fomos sempre tratados por todo o corpo do staff, aos mecenas e colaboradores no evento, aos fotógrafos e cameramen que nos presenteiam com imagens estupendas e a todos os que fizeram deste evento uma oportunidade de saudável festa do BTT. Claro que não poderia de deixar aquele abraço ao Henrique Resende, o responsável por tudo isto! Bem hajam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.