UCI WMS Capoliveri Legend Cup 2018


Com a qualificação para o Campeonato do Mundo de Maratonas já alcançada, a missão é a de agora pontuar o máximo possível para estar o mais à frente na grelha de partida em Itália. Assim, sabendo da dificuldade do circuito e do alto nível competitivo que são a vitrine da Capoliveri Legend Cup, propus à minha equipa, Casa Myzé Team, participar nesta maratona com o objetivo de aumentar a experiência em circuitos internacionais de alto nível.

E assim foi: havia mal começado o Portugal Tour MTB e surgia a ideia de participar na 9ª edição da já distinguida WMS Legend Cup que tem lugar em Capoliveri, Isola D’Elba, com cerca de 2000 participantes – o que diz do seu sucesso.
Com a qualificação para o Campeonato do Mundo de Maratonas já alcançada, a missão é a de agora pontuar o máximo possível para estar o mais à frente na grelha de partida em Itália. Assim, sabendo da dificuldade do circuito e do alto nível competitivo que são a vitrine da Capoliveri Legend Cup, propus à minha equipa participar nesta maratona com o objetivo de aumentar a experiência em circuitos internacionais de alto nível.
Porém, não sabia eu que o próprio evento se pretendia desafiar a si mesmo e dar um “salto de qualidade” – o que, na gíria, quer sempre dizer “dureza”!
O perfil, no papel, era já de si bem esclarecedor: 77km e 2960m de desnível positivo acumulado. O meu amigo Ricardo Ridolfi, atleta de XCO, dizia-me que “esta maratona é um autêntico XCO, só que durante 80Km. É muito dura… Eu não vou!” Mas eu fui, agarrei a corrida, acelerei, penei, fui mecânica e terminei na 8ª posição (andando à frente da atual campeã europeia).
De resto, foi um privilégio estar entre aquele naipe de atletas e poder realizar uma prova numa bela ilha que é toda ela um alucinante bike park, cheio de curvas e contracurvas, saídas rápidas, subidas à morte, tudo muito rápido, sem que se possa descansar por uma milésima nem o corpo nem a cabeça, uma mistura de pura adrenalina através de uma paisagem única de história, com minas de ferro, com caminhos deslumbrantes e mar nos dois lados (da Córsega para o oeste e de Toscana ao Leste). Uma mistura de grande controlo e pura excitação… essencial …
Essencial é também a própria ilha e a sua gente, o seu modo identitário e afetuoso de receber! #muchmorethanarace Este é hash tag que tem que vir associado a Capoliveri, ao seu bike park, à organização do evento (desde o presidente Maurizio ao relações públicas Simone, ambos agora no leque de amigos), ao Bel Tramonto Hotel onde a matriarca Rosanna cozinha amor e Stefano, o especialista em expressos, acolhe de braços abertos aqueles que aqui vão, como eu, sentir-se em casa.
Tal como para esta, ainda a viver a Legend Cup, o olhar já estava lançado para a próxima possibilidade de pontuar para o Ranking Mundial UCI na seguinte jornada da World Marathon Series, em Meda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.