Quando tratas uma preciosidade! 😱🚴👌

“De quanto em quanto tempo trocas de Bike?, Trocas de bicicleta no final da √©poca, certo?, Como √©, eles d√£o-te as gingas?”¬†

 

Estas s√£o algumas das perguntas que muitas vezes me fazem. Lembro-me de, depois da Faget, a prova que integra o calend√°rio UCI das World Marathon Series, um senhor se desdobrar em sin√≥nimos pois, para a resposta que lhe dava, ele achava que n√£o tinha feito bem a pergunta. “I’m riding the same bike for the second season”, dizia-lhe eu!
E falavamos de btt!

La Bella

A “preciosidade”, como a adjetivou o mec√Ęnico da¬†Casa Myz√©,¬†Bruno Magalh√£es, √© uma “Bella Italiana”, a minha primeira de estrada que, conforme me vou querendo aventurar num ciclismo sem rotinas, hoje √© uma cabra (v√°, uma cabrinha!).
Poder-vos-ia apontar muitas raz√Ķes para n√£o trocar com maior frequ√™ncia de bicicleta mas nem preciso pois ambos sabemos que o mais certo √© que nada mude e eu sou daquele tipo de gente que n√£o se queixa e faz acontecer!
Se eu gostava desta ou daquela? Claro que sim! Quem √© que n√£o se delicia e n√£o se imagina aos comandos daquele Aston Martin a roncar na rua? Quase que consegues sentir o ar no rosto quando passa aquela Ducati a abrir… Eu tamb√©m sou assim!
E tenho esta preciosidade e outras e fa√ßo delas o meu material de trabalho adequado a treinos e competi√ß√Ķes!
Sabes desde quando tenho esta SINTESI? E para ti, que dominas: selim, rodas, transmiss√£o? Vai um palpite?

2 coment√°rios em “Quando tratas uma preciosidade! 😱🚴👌”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.