Easy is not enough / O fácil não é suficiente

Sobre os treinos nos rolos

É preciso um olhar que não seja superficial sobre o tempo que treinador e atleta dedicam às suas práticas; é preciso um juízo mais profundo e empático sobre o grau de compromisso que coloca um atleta, solitário, com watts a cumprir e batimentos a subir, pingando do couro cabeludo às pontas dos dedos dos pés, para compreender que o que os motiva é bem mais forte do que “olha, está a chover! Lá terá de ser!”.

Continuar a ler “Easy is not enough / O fácil não é suficiente”