Easy is not enough / O fácil não é suficiente

Sobre os treinos nos rolos

É preciso um olhar que não seja superficial sobre o tempo que treinador e atleta dedicam às suas práticas; é preciso um juízo mais profundo e empático sobre o grau de compromisso que coloca um atleta, solitário, com watts a cumprir e batimentos a subir, pingando do couro cabeludo às pontas dos dedos dos pés, para compreender que o que os motiva é bem mais forte do que “olha, está a chover! Lá terá de ser!”.

Continuar a ler “Easy is not enough / O fácil não é suficiente”

Os “tens-de” de fim de época

Enquanto escrevia o texto, contudo, refletia sobre todo o percurso percorrido desde a primeira prova em 2008 (quando nem atleta federada era) até aos dias de hoje: foi um percurso rápido, aprendizagens que tiveram de se fazer rápidas, sentidas na pele e que me trouxe de um regionalismo tão local até uma internacionalização tão vasta e expressiva. Enquanto escrevia o texto, sublinhava a certeza de que é com trabalho que se cresce mas de que também é preciso sonhar, acreditar no sonho e contagiar outros com as nossas vontades. Penso que seja a forma tão intensa com que acredito no que posso fazer que consigo cativar e trazer para dentro das minhas épocas as melhores pessoas e os melhores eventos.

#morethanarace #astageinyourlife

Continuar a ler “Os “tens-de” de fim de época”